A imaginação que virou arte

Desde criança, o Roney Cesar, de SP, já ficava de olho nos livros e tentava copiar os desenhos. Ele nunca fez um curso específico, mas seu passatempo era criar histórias usando e homens palitos. Daí a gente já vê de onde vem tanta imaginação para os trabalhos incríveis que ele produz hoje.

Nos tempos de colégio, ele curtia desenhar personagens em tênis, com tinta para tecido. Quando conheceu a POSCA, suas artes se espalharam por diversos tipos de materiais, como: vidro, couro, madeira e paredes.

“Quando executo um trabalho para um cliente, tento extrair o máximo de informações para realmente criar o que ele estava imaginando. E nada é mais gratificante quando você consegue realizar”, conta o artista.

O Roney não trabalha em uma linha especifica, e cria em diversas referências, conforme a criatividade mandar. Para conhecer mais, acesse:

Facebook: www.facebook.com/roneyarts01
Instagram: https://www.instagram.com/roney__cesar/