ZINE

26 de outubro de 2018 ARTISTA EM DESTAQUE

Além do que se vê

Para ele, nosso corpo é a nossa maior arma. Douglas Reder ou somente Doug, como gosta de se apresentar, é artista, estudante de design gráfico e trabalha com a técnica de pintura corporal.

Há aproximadamente cinco anos, Doug começou a desenvolver um trabalho de pintura corporal com canetas POSCA. A ideia surgiu num processo de autoaceitação e entendimento da sua própria sexualidade, quando ele percebeu que observando o próprio corpo e explorando-o – inclusive como uma tela – era possível mudar a percepção em relação ao físico e enxergar nosso potencial além da aparência.

A sua arte não se limita à imitação de roupas e super-heróis (o que é comum encontrar no ramo de body paint): ele gosta de usar a pintura para celebrar a diversidade de corpos e cores. Há pouco tempo, o artista fez uma pintura em um amigo que está lutando contra um câncer. Através da iniciativa, Doug conseguiu fazer com que ele passasse a enxergar a fase de uma maneira diferente.

No início do ano, a Skol convidou o artista para a campanha “Skol Corpo Positivo”. Feita durante o carnaval, a ação realizada por Doug celebrou a diversidade do corpo humano. Atualmente o artista mantém um projeto no Instagram, o @entretez, onde ele pinta pessoas diversas, transforma a arte em lambe-lambe (tamanho real) e espalha por aí. O intuito é gerar reflexão e provocação.

Hoje ele está terminando a faculdade de Design Gráfico e o tema do seu TCC se pauta na arte e pintura corporal como fonte de inspiração e autoestima e como ela pode ajudar na cura da depressão, ansiedade e distúrbios de imagem, muito comum em jovens.

O Leo, seu amigo, foi a primeira das oito pessoas que ele deseja pintar. Doug quer transformar a história delas em quadros vivos e, assim, transmitir mensagens de positividade. Nos dias de hoje, onde o ódio e a intolerância estão muito presentes, o artista acredita que a arte pode salvar.

Para saber mais sobre o artista, acesse: https://www.instagram.com/entretez/