ZINE

5 de julho de 2019 ARTISTA EM DESTAQUE

De espírito livre

Direto das galáxias e de outro espaço-tempo, Oberon Blenner cria um universo invertido a partir de suas mãos – ou melhor, do seu espírito.

O brasileiro é mais conhecido como Oberas e, desde que se lembra, desenha. Passou a infância no mundo do mangá, inspirado nas obras como Dragon Ball Z, e até hoje as nuvens e cenários de Akira Toriyama são uma grande referência para ele.

Nos últimos cinco anos, Oberas vem consolidando um outro estilo de traço, influenciado pelas obras de quadrinistas como Moebius, Robert Crumb e Druillet. As suas criações vêm de um livre fluxo de consciência, sem uma ideia pré-determinada. Ele busca manifestações visionárias do contato com ayahuasca, cogumelo e obras de artistas do nicho psicodélico, como Alex Grey e Chris Dyer.

O artista adota uma estética afrofuturista: resgata a arte ancestral genuína de povos africanos e ameríndios, transporta tudo para um futuro intergaláctico e, nessas obras, a caneta POSCA sempre tem o acompanhado.

Com cores fortes, hieróglifos, cabos, animais e máscaras totêmicas robóticas, Oberas busca a união do futuro com o passado através da sua expressão. Une o espírito, o underground e a arte como um veículo de manifestação superior dos povos, como forma de amor e abre portas a todos aqueles que buscam trilhar esse caminho. É através da arte que ele cria janelas para que o público possa ver o seu interior.

Além disso, Oberas trabalha como ilustrador digital, faz freelas de arte para músicos de rap, cartazes de eventos, camisetas e afins e é tatuador, mas o que o faz vibrar mesmo é poder criar livremente o seu universo interior afro-psico-futurista-alienígena. Para saber mais sobre esse artista e viajar nesse universo, acesse: instagram.com/_oberas.