Gabi e os Rabiscos Zen

Desde pequena, a Gabriela Záku tinha ligação com a arte. A maior inspiração foi a própria mãe, que desenhava usando a técnica do pontilhismo nos cadernos da filha.

Em 2014, desenhando na mão e uma amiga na escola, ela pôde ver que realmente gostava de desenhar. Daí em diante, não parou mais. No início, ela desenhava os Zentangles mesmo sem conhecer a fundo a técnica. Só depois de conversar com uma artista plástica de Goiânia/GO que soube o nome e mergulhou de cabeça nestes traçados.

Ela passou a evoluir no Zentangle, ou Rabisco Zen, expandindo-o para outras superfícies, como portas, paredes, violões, canecas, almofadas, garrafas etc., utilizando em geral a caneta POSCA.

E esta forma de arte está ajudando mais que só na questão da expressão. Está ajudando na realização de um sonho: levar cada vez mais arte para as pessoas!

Uma forma que ela encontrou foi fazer exposições em escolas. As crianças adoram poder ver o processo de criação, as obras de pertinho e a imensidão de traços, pontos, curvas que um único desenho pode ter. E ela costuma dizer que as inspirações vem de pequenos detalhes que acontecem no dia-a-dia, desde músicas, filmes, séries até do apoio que recebe da família e amigos.

Conheça mais artes da Gabi e acompanhe-a nas redes sociais:

Facebook: Artes Zaku
Instagram: @arteszaku
Behance: behance.net/gabizaku
Blog: arteszaku.blogspot.com.br